Rádio Big Rock

Translate

quarta-feira, 11 de outubro de 2017

Judge faz apresentação histórica no Hangar 110

Jamais saberei ao certo qual sentimento seria o melhor para definir o que aconteceu no ultimo domingo no Hangar 110. Sim amigos, já não é segredo para ninguém que o Judge e mais quatro bandas muito bacanas do cenário underground brasileiro, estiveram por lá e que literalmente quebraram tudo.  Já estive muitas vezes no Hangar 110 e tive a oportunidade de testemunhar várias performances memoráveis - por outro lado, procuro imaginar outras que infelizmente não pude assistir, mas só de imaginar já me causa arrepios e sinceramente não sai da minha cabeça o que deve ter acontecido quando New York Dolls ou Discharge estiveram no “nosso CBGB”.

Bom, voltando ao Judge, a apresentação estava agendada para o Clash Club, mas por força dos ‘Deuses Straight Edge”, fizeram com que a atual turnê “Storming Through Latin America Tour 2017” fosse transferida para o Hangar. O público não foi dos maiores, mas posso garantir que foi o mais brutal que pude testemunhar. No horário marcado, o In Your Face iniciou sua apresentação com o público bastante atento, mas interagindo pouco com  o som dos caras que tem muita identificação com o punk mais clássico. Destaque da curta apresentação foi o cover de “Garoto Podre”, dos Garotos Podres.


Em pouco tempo o Malpratice se posiciona no palco para despejar um som muito pesado e cadenciado para alguns que já ensaiavam movimentações mais agressivas. 


A pontualidade foi um dos protagonistas da festa e minutos depois o Live By The First já estava no palco para apresentar seu som violentíssimo e com a inusitada presença de dois vocalistas que alternavam vocais endiabrados para expressar os ideais straight edge, destaque ainda para o discurso providencial contras as várias formas de homofobia. Infelizmente essa apresentação foi anunciada como a última dos caras, sinceramente uma pena!


Se o público presente ainda permanecia tímido até então, as coisas mudaram drasticamente com o Inspire, que incendiou a pista do Hangar com pedradas como “Senseless” e “No Way”. Mas meus amigos, a coisa tomou proporções absurdas quando a lenda John Porcell se juntou aos caras para executar “Straight Edge Revenge”, depois de fazer um breve discurso onde menciona que - deixar as drogas, foi a melhor coisa que já fez na vida... a partir daí, foram minutos de carnificina – uma cena marcante de interação, alegria e ódio - não sei se isso é possível - mas é a definição mais coerente para descrever aquela cena.


Até então, algum desavisado poderia afirmar que as quatro apresentações já seriam o ato mais insano que presenciaram, mas faltava a ‘cereja do bolo’, e essa seria a ‘deixa’ para o Judge dilacerar ‘terras totalmente devastadas’. Depois de uma rápida introdução do tema clássico de Star Wars – “The Imperial March”, trouxe aquele friozinho na barriga que se dissipou com a violenta introdução de “Take Me Way” que também serviu para abrir os ‘portais do caos’, pois Mike Ferraro declamava os clássicos do Judge como de costume. Os caras estavam nitidamente satisfeitos com a recepção, e a certa altura, lembraram-se da última passagem pelo país, quando tocaram com os conterrâneos do Gorilla Biscuit. Os mais afoitos subiam ao palco para os stage dives que já se tornaram tradicionais durante todos os anos de existência do Hangar 110 e o pandemônio só teve fim quando o hino “Warriors” foi executada. Sinceramente não há muito a falar sobre o que foi essa apresentação, pois ficou claro que era o que todos ali esperavam e talvez o set tenha sido curto demais, mas quero acreditar que tenha sido proposital, tamanha a energia liberada por todos os envolvidos.


 Jamais esquecerei esse dia por vários motivos, despedida a altura desse local que já se tonou lenda!



Setlist In Your Face:

* Rise and Fall (Cover do Leeway)
* In Your Face
* Se Vender
* Você É O Que?
* Brigada do Certo
* Puta Falsa
* Pró Death
* @falador
* Garoto Podre (Cover do Garotos Podres)


Setlist Malpratice:

* Agnostic Front
* Discriminate Me
* Eternal Absent
* Racing To The Grave
* Breakdown - Sick People
* Sick Of You



Setlist Live By The Firts:

* Intro (Levels Of Freedom part 1)
* Set What Won't Fail
* Live Free
* The Blame
* Weight Of Their Lives
* A Million Times More
* Above
* Lost Forever
* Screaming For Change (Cover do Uniform Choice)



Setlist Inspire:

* This Is Our Voice
* Let's Make a Change
* Harder Than Concrete
* Senseless
* No Way
* Break Free
* World Without Border
* Just Hate
* Straight Edge Revenge (participação Porcell)
* Flame Still Burns
* Time For Compassion
* Unbroken Feelings



Setlist Judge:

* Take Me Away
* Bringing It Down
* In My Way
* Hear Me Now
* Like You
* Give It Up
* Fed Up
* The Storm
* Hold Me Back
* Where It Went
* New York Crew
* Warriors


Por: Roberio Lima
Fotos: Roberio Lima
Agradecimento pelo credenciamento: Erick Tedesco

Nenhum comentário:

Postar um comentário