Rádio Big Rock

Translate

5 de dezembro de 2018

Biquini Cavadão estreia a turnê “Ilustre Guerreiro” em São Paulo – Teatro Bradesco

Foto: Juliana Carpinelli

Carisma, entusiasmo, energia, emoção... tudo isso e muito mais foi possível sentir no último sábado (01) durante o show de estreia da turnê “Ilustre Guerreiro” do Biquini Cadavão. Uma noite chuvosa (e que chuva), mas que não impediu que os fãs da banda comparecessem em peso ao Teatro Bradesco, em São Paulo. Era possível escutar antes do início da apresentação, algumas pessoas comentando sobre as possíveis músicas do show e posso afirmar que foi O SETLIST, repleto de clássicos e de novidades, como algumas músicas do mais recente álbum em homenagem à Herbert Vianna “Ilustre Guerreiro”, lançado no último dia 30 de novembro, um dia antes da apresentação. Para quem não sabe, o nome Herbert tem origem germânica e sua tradução significa “Ilustre Guerreiro”.

Foto: Juliana Carpinelli

Todos em seus devidos lugares, teatro completamente lotado e às 21h22 (atraso foi devido à chuva), eis que entram no imponente palco do teatro Bruno Gouveia (vocal), Carlos Coelho (guitarra), Miguel Flores da Cunha (teclado), Álvaro Birita (bateria), Marcelo Magal (baixo) e Walmer Carvallho (saxonfone). De cara, a música “Vital e Sua Moto”, releitura que o Biquini fez para o clássico de 1983 dos Paralamas do Sucesso. Bruno estava radiante, com uma energia que contagiava a todos e na segunda música apresentada, “Tédio”, fez todo teatro levantar e dançar! Bom, o restante vocês podem imaginar: clássicos e mais clássicos foram apresentados: “Janaína”, “Timidez”, “Dani”, “Chove Chuva” (momento em que Bruno joga água na galera), “Roda-Gigante”, “Quando Eu Te Encontrar”, “Vou Te Levar Comigo” e algumas músicas do novo trabalho “Só Pra Te Mostrar” e “Se Eu Não Te Amasse Tanto Assim”. Outro detalhe foi que essa apresentação estava sendo gravada para um especial do canal Music Box Brazil. 
Izabella Brant e Letícia (esposa e filha do vocalista Bruno) estavam na minha frente e não pararam um minuto sequer. Dançaram, pularam e cantaram o show todo, além de ser de uma simpatia incrível. Aos primeiros acordes de “Zé Ninguém”, a galera incendiou o Teatro Bradesco, finalizando com chave de ouro a noite. Bruno foi literalmente para a galera e passou pelos corredores do teatro, dançou com as crianças e transmitiu essa vibração positiva para todos. O Biquini agora cai na estrada com a turnê “Ilustre Guerreiro”. Celebrando 34 anos de carreira, o grupo continua encantando por onde passa, levando energia e música de qualidade. Uma noite para ficar guardada na memória e no coração dos que estavam presentes e em breve estará na telinha do canal Music Box Brazil.

Foto: Juliana Carpinelli

Já fui a diversos shows do Biquini (sim, sou fã de carteirinha) e a cada show parece ser o primeiro, é encantador. Quem ainda não assistiu uma apresentação deles, vá! Aposto que não vai se arrepender. Saí do Teatro Bradesco mais leve, feliz, me sentindo ótima e cantando “...eu sou do povo, eu sou um Zé Ninguém...
Viva o rock nacional!



Por: Juliana Carpinelli

Agradecimento pelo credenciamento: Costábile Salzano Jr. - TAGA Comunicação  /  Teatro Bradesco

Nenhum comentário:

Postar um comentário