Rádio Big Rock

Translate

quinta-feira, 21 de setembro de 2017

“Acordar” traz novos elementos ao prog psicodélico de Origens

A segunda parte da trilogia Origens, idealizada pelo baixista Alessandro Aru, de Maceió (Alagoas), já toma forma com o single “Acordar”, disponível pelo selo da Abraxas nas principais plataformas de streaming. Ouça aqui:https://onerpm.lnk.to/Acordar. 

O rock progressivo psicodélico em “Acordar” ganha novos contornos com grooves e elementos do hard rock setentista. Como ressalta Aru, renomado músico do cenário prog como o baixista do Messias Elétrico e há 25 anos na ativa, o single será a música de abertura do álbum “Origens – Adaptação” e faz o elo – conceitual e sonoro - entre os registros. “Cria um sentido de continuidade entre a obra e remete aos aspetos da nossa realidade, principalmente o caos isso será bem observado quando o álbum estiver finalizado”, ele conta.

O passo adiante do projeto, no entanto, utiliza a mesma fórmula vitoriosa da primeira parte. “São amigos que expressam suas verdades por meio de sons”, afirma Aru, que divide os créditos de “Acordar” com Mopho’s João Paulo (guitarra e voz), Hélio Pisca (bateria e sintetizador), Leonardo Luiz (teclado, da banda Casa da Mata) e Nardel Guedes (guitarra). “Origens é uma obra de todos os que participaram”, enfatiza.

Quando questionado sobre o projeto Origens, Aru explica com analogias. “Na construção civil, eu sou o engenheiro civil e o os meus camaradas são os arquitetos. Ou ainda como num time de futebol, eu sou o técnico que montei o esquema tático e tive à disposição o melhor elenco e que apenas deixei os caras jogarem como sabem em suas posições”.

“Origens – Adaptação” tem previsão de lançamento para o final do ano, mais uma vez pela Abraxas. 



Agradecimento: Erick Tedesco - Abraxas
Foto: Divulgação

Nenhum comentário:

Postar um comentário