Rádio Big Rock

Translate

19 de novembro de 2018

Peter Hook and The Light – Audio Club – 10/10/2018

Foto: Roberio Lima

Peter Hook não foi só o baixista do Joy Division e New Order, foi também um dos personagens mais importantes em um cenário que ficou conhecido com pós punk. Além disso, ajudou  a redesenhar a música e a arte de forma definitiva nos anos oitenta. O mais importante é que o músico permanece na ativa, e ainda hoje temos o privilégio de vê-lo ao vivo. Sua carreira agora concentra-se exclusivamente no Peter Hook and The Light, e seus shows celebram a trajetória de New Order e Joy Division. Afinal, quem melhor que ele para prestar tributo as duas lendas em questão? 

A quarta-feira escolhida para a apresentação do músico inglês na cidade foi concorrida: no Allianz Parque, Roger Waters recebia vaias de um público acéfalo, por se posicionar contra o futuro mandatário do país. Já no Espaço das Américas, o Cypress Hill fazia mais um show, no mínimo instigante. Esses dois eventos não foram suficientes para esvaziar a Audio Club, e o público compareceu em bom número na casa de shows localizado na região da Barra Funda. 

Foto: Roberio Lima

Quem chegou cedo ao local, pôde prestigiar DJs do projeto Autobahn que tocaram os inevitáveis clássicos dos anos oitenta. The Sisters Of Mercy, Iggy Pop e The Cure foram algumas das bandas relembradas. O problema é que estamos falando de uma quarta-feira, e o que estava agradável no começo, em certo momento começou a irritar alguns que certamente trabalhariam cedo no dia seguinte (e esperavam que o show acabasse antes do fechamento do metrô). Já havia sido anunciado previamente que Peter Hook traria ao palco o set contido em dois discos distintos do New Order: “Technique”, considerado como o último grande disco dos ingleses, e o contestado “Republic”. Também já era previsto um set de abertura somente com clássicos do Joy Division. 

E finalmente Hook e os “The Light” sobem ao palco para o número de abertura, que diga-se de passagem, foi matador! “No Love Lost”, “Digital”, “Isolation”, “Days Of The Lords”, “Disorder”, “She’s Lost Control” e “Shadowplay”... um set de tirar o fôlego! Depois disso, uma pausa para que a banda retornasse ao palco com o set do álbum “Technique”. A partir de então, a pista da Audio Club se transformou em um reduto de dança. “All The Way”, “Mrs. Disco” e “Dream Attack”, foram algumas das canções que garantiram o embalo. A segunda parte do set, seria dedicada ao álbum “Republic”. Talvez o instinto de experimentação justifique tocar esse disco no palco, pois conforme já mencionado anteriormente, é um trabalho que não agradou a nenhum membro da banda na época. 

De qualquer forma, o público que compareceu a Audio Club era destemido e muitos aproveitaram esse momento para tomar umas cervejas, fumar ou até jogar conversa fora na área reservada para o público fumante. E porque não foram embora de uma  vez?! Por que estavam aguardando o grand finale e esse veio em forma de um bis que se iniciou com “Blue Monday”  e terminou com “Love Will Tear Us Apart”. 

Precisamos registrar que a banda que acompanha Hook, é composta por David Potts (guitarra), Paul Kehoe (bateria), Yves Altana (baixo) e Martin Rebelski (teclado), uma menção muito importante, pois os caras seguram a onda para que Hook protagonize no palco nostalgia pura! Mais um evento para não esquecer nem tão cedo.

Foto: Roberio Lima




Setlist Peter Hook and The Light:


JOY DIVISION

No Love Lost
Digital
Isolation
Day of the Lords
Disorder
She’s Lost Control
Shadowplay
TECHNIQUE
Fine Time
All the Way
Love Less
Round & Round
Guilty Partner
Run
Mr. Disco
Vanishing Point
Dream Attack

REPUBLIC

Regret
World
Ruined in a Day
Spooky
Everyone Everywhere
Young Offender
Liar
Chemical
Times Change
Special

ENCORE

Blue Monday
Ceremony
Temptation
True Faith
Love Will Tear Us Apart



Por: Roberio Lima

Agradecimento pelo credenciamento: Camila Dias - Audio Club

Nenhum comentário:

Postar um comentário