Dicas

Translate

11 de outubro de 2019

Iron Maiden, em São Paulo

Foto: Bullino.Inc


Depois de um grandioso show no Rock in Rio no dia do metal, no último domingo (6), em mais uma apresentação,  o Iron deu as caras em São Paulo. Dessa vez no estádio do Morumbi.

A abertura ficou por conta da banda Raven Age, que tem como integrante o filho do baixista Steven Harris. Apresentaram um set que agradou a todos os 60 mil presentes.


Foto: Bullino.Inc

A turnê The Legends of Beast (que deveria ser chamada The Best of Legends) trouxe os grandes sucessos em quase 1h50 de apresentação, que diga-se de passagem não pode ser chamado de show e sim um espetáculo. Uma apresentação cirúrgica passando pelos seus maiores sucessos ao longo dos anos de estrada.
A cada música o cenário mudava, Bruce Dickinson mudava, e quem diria que aos seus 61 anos e depois de um tratamento de câncer, continuaria cantando do mesmo modo, e com tanta disposição e fôlego!
Uma viagem do sagrado ao profano, da 2°guerra as guerras no nórdico...cada detalhe no cenário era surpreendente. Até uma catedral apareceu com seus vitrais com detalhes do Eddie dos álbuns dos caras! Emocionante!
"Aces High" abre o espetacular show, um teatro diria, com um belo avião da segunda guerra que  sobrevoava o palco enquanto os riffs iniciais começavam. Os fãs realmente cantavam com todo potência cada frase da música. Não podemos esquecer da clássica "The Trooper", aguardado por todos para ver a batalha de espadas entre do Eddie e o Bruce.
"Flight of Icarus", uma música não tocada a mais de 30 anos em seus shows, surpreendeu os fãs nessa turnê, não somente pela melodia, mas pela grande alegoria de um anjo no fundo do palco e Bruce com seus lanchas chamas. Falando nisso, o que não faltou foram efeitos nesse show...lanças chamas, muitos fogos no palco, hora imitava inferno como em "The Number of The Beast", hora apenas  como decoração. (também esquentavam quem estava próximo ao palco, pois estava frio!)

Os caras tem mais de 60 anos, e mostraram que estão em forma. Bruce, um grande showman... frontman...fucking man, o cara não para no palco!

Os guitarristas são um espetáculo a parte. Riffs muito bem executados, frases que chamavam o público a vibrar a cada nota tocada, Dave e Adrian fazem a dobradinha sem igual na linha de frente do Iron. Guitarras afiadas e a cada solo que tocavam, era um euforia dos fãs, que muitas vezes faziam o coro junto. Era lindo de ver e ouvir! Destaque para "Fear of The Dark", que deixou o estádio todo iluminado com os celulares do público enquanto Bruce aparecia como um mensageiro da morte, vestindo uma máscara, capa preta e uma lanterna na mão.

Foto: Bullino.Inc

Janick Gers é um guitarrista icônico, posso dizer um showman...sempre o considerei um cara que faz muita firula em palco e não toca nada, mas pude ver que seus solos são muito bem executados, e digamos de passagem, um cara muito extrovertido que interage com o público hora rodopiando a sua Fender em seus braços, entre as pernas ou apenas jogando ela para o ar! Um guitarrista a ser respeitado e que ganhou um admirador pelo seu trabalho não somente de animador (como eu via anteriormente).
Vamos dizer que nos seus 63 anos bem vividos e uns 44 de Iron, Steve Harris mostra quem é que manda na banda, e faz jus a isso, com um baixo totalmente alinhando em todas as faixas, mostra o seu poder no que chamamos de "cozinha". O encore do espetáculo encerrou com chave de ouro: "The Evil That Men Do", "Hallowed Be Thy Name" e "Run to the Hills".

Em questão de show, com certeza, foi o mais insano em questão de produção. É muito fácil ver shows de diversas bandas onde ficam os paredões de amplificadores e os caras nos palcos, nada mais. Os caras conseguiram trazer coisa nova, um cenário diferente a cada música (ou durante 2 músicas), coisa teatral, coisa grandiosa, assim como a banda é, e sempre será no mundo da música e no meio do heavy metal.
Espetacularmente um show, uma turnê pra ficar na memória de todos os fãs, desde os mais fiéis aos que conhecem apenas as músicas clichês.

Aos que assistiram a apresentação do Rock in Rio, o setlist foi o mesmo.


Setlist:

Aces High
Where Eagles Dare
2 Minutes to Midnight
The Clansman
The Trooper
Revelations
For the Greater Good of God
The Wicker Man
Sign of the Cross
Flight of Icarus
Fear of the Dark
The Number of the Beast
Iron Maiden

Encore:
The Evil That Men Do
Hallowed Be Thy Name
Run to the Hills


Por: Francisco Arcanjo

Agradecimento pelo credenciamento: Ana Beatriz Coelho - Midiorama / Move Concerts

Fotos gentilmente cedidas por: Bullino.Inc

Nenhum comentário:

Postar um comentário