Rádio Big Rock

Translate

24 de maio de 2017

De papo com Hammerhead Blues



O power trio de hard rock psicodélico Hammerhead Blues está lançando seu segundo disco intitulado “Caravan Of Light” pelo selo Abraxas. Formada em 2014 e apostando num som forte e com groove e peso característicos dos anos 70, a banda é composta por Luiz Felipe Cardim, nas guitarras, Otávio Cintra, no baixo e nos vocais e William Paiva, na bateria.

Você já pode conferir os singles do novo álbum em plataformas como Spotify e YouTube. 

O guitarrista, Luiz Cardim, concedeu ao Big Rock ‘N Roll uma entrevista exclusiva. Confira! 

 
1) Como foi o processo para criação do álbum “Caravan of Light”?
Luiz Cardim: Quando terminamos as gravações do primeiro EP, eu já tinha alguns riffs de guitarra e melodias de voz guardados, que serviram como ponto de partida para as primeiras composições. Ao longo de alguns meses, tivemos encontros onde cada membro mostrava algumas ideias e trabalhávamos juntos nos arranjos. As letras foram compostas por mim e pelo Otavio Cintra, com exceção de "Desert Wind"e "Drifter", que eram composições mais antigas dele e casaram com a ideia do álbum.

Quanto à gravação, fizemos todas as bases ao vivo e adicionamos overdubs de voz e algumas guitarras. Minha vontade era que tudo pudesse ser executado ao vivo e o disco tivesse a mesma energia de um show nosso, então procuramos capturar tudo da forma mais orgânica possível. O Nobru Bueno (produtor) fez um trabalho incrível e conseguimos um resultado que superou todas as expectativas. Inclusive fica o agradecimento a galera do Studio Pub em Santo André, onde fizemos todo o processo, desde captação até masterização!


    

2) Quais são suas influências na música?

Luiz Cardim: Sempre ouvi muito Rock and Roll dos anos 70, principalmente as bandas inglesas, Zeppelin, Purple, Sabbath, etc. Algumas referências americanas também, Hendrix, Grand Funk, ZZ Top. Também curtimos bastante blues, prog, psicodelia, metal, funk, reggae, música brasileira e até alguma coisa de jazz. De uma forma ou outra, tudo isso acaba nos influenciando.






3) Contem um pouco sobre como decidiram formar a banda?


Luiz Cardim: Eu e o Otavio já tocamos juntos em bandas desde que somos crianças, conhecemos o Willian em um festival no Café Aurora e foi amor à primeira vista! Marcamos uma jam, improvisamos por 3 horas e todo mundo saiu do estúdio sabendo que rolou um entrosamento fora do comum, e então tudo começou a rolar!




4)Vocês tem uma “pegada” blues, daí vem o nome Hammerhead Blues?

Luiz Cardim: Na época em que formamos a banda, eu estava ouvindo basicamente só blues. Decidimos usar o "Blues" no nome como uma homenagem as raízes do som que fazemos.






5) O que vocês acham sobre as plataformas digitais? Ajudam na divulgação do trabalho?


Luiz Cardim: As plataformas de streaming, ao meu ver, são fundamentais na divulgação hoje em dia! Tem gente do mundo todo conhecendo nosso som através de playlists no Spotify, Youtube, etc.





6) Conte como foi a experiência de abrir o show do Samsara Blues Experiment? E como surgiu o convite?

Luiz Cardim: Pra mim, o show com o Samsara foi um dos melhores da nossa carreira. Começamos a tocar cedo e a galera já tinha chegado em peso na Clash Club, parecia que a cada som que tocávamos, a energia do público só aumentava! Fomos convidados pela Abraxas, que é o selo pelo qual lançamos nosso disco. Esse dia foi uma doideira!






7)Quais são os planos futuros?                       

Luiz Cardim: A ideia agora é viajar o Brasil divulgando nosso disco, tem alguns estados que nunca fomos e já estão confirmados para a próxima tour. Estamos muito animados com toda a repercussão positiva que tem rolado com o lançamento e pretendemos aproveitar isso ao máximo! Queria agradecer a todos os nossos fãs, a Abraxas e ao Studio Pub por estarem com a gente nessa caminhada. Valeu site Big Rock n’ Roll pelo espaço!


A imagem pode conter: 4 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas sentadas e show

Por: Juliana Carpinelli e Marcela Monteiro
Foto: Camila Cara
Agradecimento: Erick Tedesco - Abraxas  /  Hammerhead Blues

Nenhum comentário:

Postar um comentário