Rádio Big Rock

Translate

26 de dezembro de 2017

Banda “Tetraldas” lança videoclipe gravado em casa tombada pelo Patrimônio Cultural



O grupo  Tetraldas lançou na última sexta-feira (22), no YouTube e também em sua página no Facebook, o clipe de “Tetralda Reloaded”. A canção, gravada ao vivo no estúdio Labsound, com mixagem e masterização de Rodrigo Bigga, é uma releitura da faixa “Tetralda”, presente no álbum homônimo à banda, que foi lançado no início de 2017. O material audiovisual foi gravado em casa tombada pelo Conselho de Defesa do Patrimônio Cultural de Piracicaba (Codepac). 

 
O objetivo de fazer o lançamento por plataformas digitais é permitir o acesso irrestrito ao material. “Passamos por algumas mudanças entre os músicos desde o início de gravação desse trabalho em 2015 e, ao gravar essa releitura, nosso objetivo foi trazer à tona a nova formação, além da possibilidade de gravar um videoclipe e, com isso, levar nosso trabalho autoral para o maior número possível de pessoas”, afirma o guitarrista Zé Rubens, fundador do grupo.

“Tetralda” chama atenção logo de cara, ao iniciar com um riff de guitarra marcante, que logo ganha contornos que remetem ao rock setentista, o que é evidenciado pela gaita de Luka Funes (que também é um dos guitarristas) e adornado pela voz carregada de balanço de Lara Pedrozo. Mr. Flávio divide os solos de guitarra com Zé e Funes, sempre com a muito bem conduzida cozinha composta por César Barrichello (baixo) e Paulo Barker (bateria).

Ficou uma versão um tanto mais rápida e mais pesada do que a original, o que é normal quando uma canção é executada ao vivo. E isso somado ao fato de contarmos agora com três guitarristas, o que naturalmente confere mais peso no rock”, comenta Zé Rubens.

Transcendendo o lado musical, os Tetraldas contam ainda com o designer gráfico Victor Corte Real, responsável pela identidade gráfica do álbum e também pela letra de “Grand Star”, escrita em homenagem ao seu irmão, Ronaldo Corte Real, o Ronex, um dos mais reconhecidos músicos de rock que a cidade já teve. Claudinei Bettiol assina a arte da capa do disco. 

 Com direção de Juliana Delicato, o videoclipe foi gravado no Village Arte Decor, grande mostra de arquitetura, decoração e paisagismo que aconteceu nos meses de agosto e setembro, na Vila Rezende, em imóvel tombada como patrimônio cultural pelo Codepac.
O fato de termos gravado no Village Arte Decor, uma mansão linda e incrível, que permitiu que cada integrante da banda estivesse tocando em um ou até dois cômodos da casa, como se estivesse fazendo ‘seu som’ em um ambiente. E é ainda uma forma de evidenciarmos a importante questão do patrimônio histórico e cultural, que é fundamental para a identidade de um povo”, opina o guitarrista.
 O objetivo, após o lançamento do videoclipe, segundo Zé Rubens, é dar continuidade ao trabalho dos Tetraldas. “Algo que é muito presente na formação atual é a vontade de levar o trabalho à frente e buscar sempre novos horizontes para a banda, sempre buscando levar canções de qualidade para o público. Os Tetraldas estão a todo vapor e isso pode ser conferido neste videoclipe”.
 Outro ponto forte dos Tetraldas, em seus quatro anos de história, tem sido a perseverança e a capacidade de se reinventar diante das adversidades, rupturas e até polêmicas internas que resultaram em uma trajetória de três formações, mas também o sentimento de renovação e a convicção de que a autenticidade de nossa música e a força desse legado nos impulsiona a prosseguir, cada vez mais fortes.”, completa o fundador.


Agradecimento: Rafael Bitencourt - Tempo D Comunicação
Foto: Divulgação

Nenhum comentário:

Postar um comentário