Rádio Big Rock

Translate

sexta-feira, 19 de janeiro de 2018

Album Reviews: Necro – Adiante (2016)





Ano Lançamento: 2016

Gravadora: Abraxas

















Por: Roberio Lima


O terceiro trabalho do Necro, Adiante (2016), mantém inalterada a aura psicodélica do grupo. O álbum foi a porta de entrada para que a Abraxas (que faz um trabalho exemplar no segmento de shows), entrasse de cabeça no ramo fonográfico. O álbum foi lançado inicialmente no formato digital e quase um ano depois saiu em CD. É o terceiro trabalho dos alagoanos e já enche os olhos com sua arte gráfica, pois só nela já temos uma viagem lisérgica muito apropriada ao conteúdo da bolachinha. Imagina quando sair a versão em vinil! 

Com cores fortes,  uma temática altamente inebriante, com muitos cogumelos e afins. Para aqueles que são compulsivos como eu, a capa já é motivo suficiente para comprar o disco - e que atire a primeira pedra aquele que nunca arriscou comprar um disco somente pela capa! Nesse caso o excelente ilustrador Cristiano Suarez, também responsável pela arte do disco anterior, se superou e ainda tem o melhor, que é a música que chega aos nossos ouvidos. 

Uma junção de influências servida em um recipiente para viagem - o trocadilho é inevitável – a cozinha rítmica está bem representada por um Power Trio vigoroso: Lilian Lessa (baixo, guitarra, voz), Pedro Ivo Salvador (guitarra, baixo, voz) e Thiago Alef (bateria), que tratam seus respectivos instrumentos de forma intensa e empolgante. A abertura com “Orbes” já é a prova de minha afirmação, seguida por adiante não deixa dúvidas que estamos diante de um trabalho muito acimada média. Cheio de riffs intensos e influencias dos mais gabaritados ícones dos anos sessenta e setenta, esse disco é recomendado para os corajosos que acreditam que a boa música é atemporal. 

Está aqui uma grande oportunidade de se redimir desses “roquinhos” tão em voga para entreter apenas aos que tem preguiça de absorver ótimos riffs e melodias idem. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário