Rádio Big Rock

Translate

25 de abril de 2018

Acústico Jota Quest repleto de surpresas em São Paulo


Quando chegamos no Espaço das Américas, vimos que a capacidade da casa havia sido aumentada, com cadeiras extras até quase o limite interno da entrada. Prometia uma noite de casa cheia para ver o Jota Quest em seu acústico, o primeiro da carreira.

Foto: Fabio Blanes 

Luzes apagadas as 22h57 para as instruções de segurança do local e a banda entrou as 23h03, com seus cinco integrantes originais, além de dois backing vocals, três metais e um violão extra para os novos arranjos e roupagem de seus grandes sucessos de mais de 20 anos de carreira.
O show começou com 'Dias Melhores" e "O Que Eu Também Não Entendo", mostrando o clima do acústico, versões introspectivas e suaves. O canal por assinatura BIS mostrava o show ao vivo para todo o Brasil e a banda fazia questão de deixar isso claro para o público, que respondia a altura.
"Encontrar Alguém" já fez Flausino e Marco Túlio levantarem de seus banquinhos e serem acompanhados pela plateia, com um coro muito bonito.
Como uma comemoração à classificação ouro do DVD, a banda fez questão de trazer convidados para a festa; Rogério Flausino sai de mansinho e traz para cantar "O Sol" o grande Milton Nascimento, que foi aclamado de pé. A primeira parte do show acabou com "Mandou Bem", do sétimo álbum de estúdio Funky Funky Boom Boom.

Foto: Fabio Blanes

Inicia-se nos telões um vídeo com cada integrante da banda falando sobre o processo de criação e gravação do Acústico, enquanto os roadies montavam banquinhos e instrumentos bem próximos a plateia, no prolongamento do palco. Nesse clima de pocket show, tivemos versões de "Fácil", "Vou Praí" e "Onibusfobia", do primeiro álbum da carreira, J. Quest.
Para levantar o público novamente, já no palco principal, emendaram "Sempre Assim", "As Dores do Mundo" e, com a participação especialíssima de Marcelo Falcão, d’O Rappa, "Você Precisa de Alguém".
O final do segundo ato veio com "De Volta Ao Planeta dos Macacos", e a música Incidental de Raul Seixas, "Sociedade Alternativa". No telão, trechos de vídeos com vários políticos brasileiros, condenados ou prestes a serem; uma bela crítica feita pela banda, com sinais de protesto feito por Flausino enquanto cantava.

O bis, muito esperado pelo público, que chamava a banda de volta sem parar, teve cinco músicas, começando por "O Vento", quando Rogério Flausino pediu que todas as pessoas ligassem os flashes de seus celulares, e terminando com a parceria inesquecível de Nando Reis, "Do Seu Lado", com o público cantando a plenos pulmões simplesmente TODA a letra da música. Um final sensacional para um show que teve seus momentos “banquinho e violão”, mas que não nega a origem da banda, com muito soul, groove e funk.

Foto: Fabio Blanes


SETLIST:

Dias Melhores
O Que Eu Também Não Entendo
Encontrar Alguém
Mais Uma Vez
Amor Maior
Pra Quando Você Se Lembrar de Mim
Na Moral
Morrer de Amor
O Sol ft/ Milton Nascimento
Mandou Bem
Fácil
Vou Praí
Onibusfobia
Sempre Assim
As Dores Do Mundo
Você Precisa de Alguém ft/ Marcelo Falcão
Dentro de Um Abraço
De Volta Ao Planeta dos Macacos (incidental Sociedade Alternativa)


ENCORE:
O Vento
Daqui Só Se Leva o Amor
Blecaute
Hoje
Do Seu Lado



Por: Fabio Blanes - parceiro da NeorockZone
Agradecimento pelo credenciamento: Fabiana Villela / Estela Lopes - Talento Comunicação  /  Espaço das Américas

Nenhum comentário:

Postar um comentário