Rádio Big Rock

Translate

6 de setembro de 2018

Festival “Independente ou Morte” busca fortalecimento da cena autoral de Piracicaba

Com o objetivo de valorizar a produção musical autoral e alternativa de Piracicaba, acontece nesta sexta-feira, 7, a partir das 15h, no Oficina Bar, o festival “Independente ou Morte”, que reunirá as bandas SOS Rock, Capitão Nemo, Velho Coyote, Vulnávia, Spiral Guru e Lô Balaio. A entrada será permitida mediante a doação de 1 kg de alimento não perecível, que será doado ao Lar Betel. 


Foto: Rafael Bitencourt


O título “Independente ou Morte” remonta a celebre frase de D. Pedro I, visando à independência do Brasil do reino de Portugal em 7 de setembro de 1822. “É uma alusão à importância da cena independente e das bandas que a compõem e tentam mantê-la fortalecida”, explica Fernando Groppo, guitarrista da banda Lô Balaio, organizadora e anfitriã do evento.

FORTALECIMENTO – Nos intervalos entre os shows, serão tocadas músicas de outros artistas locais. As bandas participantes terão espaço para vender seus produtos, como CDs e camisetas e, assim, ajudar na sua manutenção. 


Foto: Rafael Bitencourt



O objetivo é fomentar, fortalecer e difundir as bandas autorais, dando a oportunidade para que elas possam mostrar seu trabalho ao público. Outro intuito é estreitar os contatos entre essas bandas, participantes ou não, a fim de possibilitar a criação de parcerias”, completa Groppo.

APOIO – O festival “Independente ou Morte” conta com os seguintes apoiadores: Tempo D Comunicação e Cultura, Vivace Escola de Música, Top Music Instrumentos e Acessórios, Programa É Rock, Programa Sons de Pira, Refrigeração Claudio, Bruno Formagio Design e Oficina Bar.




ATRAÇÕES

SOS Rock
Capitão Nemo
Velho Coyote
Vulnávia
Spiral Guru
Lô Balaio

 
Foto: Rafael Bitencourt



SERVIÇO:


Festival “Independente ou Morte”. 
Sexta-feira, 7 de setembro, das 15h às 23h, no Oficina Bar (Rua Riachuelo, 1138, Piracicaba). Entrada: 1 kg de alimento não perecível, que será doado ao Lar Betel.




Agradecimento: Rafael Bitencourt - Tempo D Comunicação

Um comentário: