Dicas

Translate

23 de janeiro de 2019

Filme biográfico do Queen, “Bohemian Rhapsody”, é nomeado a cinco Óscares, incluindo Melhor Ator para Rami Malek

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas e texto
Foto: Divulgação

O filme biográfico da 20 th Century Fox, Bohemian Rhapsody, recebeu cinco indicações ao Oscar nesta terça-feira (22): Melhor Filme, Edição de Som, Mixagem de Som, Melhor Edição e Melhor Ator para a representação de Freddie Mercury por Rami Malek.
O sucesso de bilheteria vai competir pelo prêmio de Melhor Filme junto a Pantera Negra, Infiltrado na Klan, A favorita, Green Book, Nasce uma estrela e Vice.
Malek foi nomeado junto a Christian Bale (Vice), Bradley Cooper (Nasce uma estrela), Willem Dafoe (No portal da eternidade) e Viggo Mortensen (Green Book).

Essas cinco nomeações ao Oscar vieram depois que Bohemian Rhapsody levou o Globo de Ouro por
Melhor Filme (Drama) e Melhor Ator de Drama para Malek.
Presenteado anualmente pela Academia de Artes e Ciências Cinematográficas, o 91º prêmio da
academia honrará filmes lançados no calendário de 2018. A cerimônia vai ao ar em 24 de fevereiro pelo canal americano ABC e é provável que não tenha apresentador pela primeira vez em 30 anos.
Bohemian Rhapsody já se tornou o filme musical biográfico de maior bilheteria de todos os tempos,
arrecadando mais de 700 milhões de dólares no mundo inteiro.
Sacha Baron Cohen e Ben Winshaw estavam cotados para interpretar Freddie Mercury em diferentes
estágios do desenvolvimento do filme, antes da contratação de Malek. A visão de Cohen para o filme foi considerada como tendo um tom muito “adulto”, o que conflitava com o que os demais membros do Queen tinham em mente, levando à saída do ator.
Bohemian Rhapsody começou com o diretor de X-Men, Bryan Singer, atrás das câmeras, mas ele foi
demitido depois de ter desaparecido do set e causado atraso na produção. Dexter Fletcher, mais
conhecido por dirigir Eddie The Eagle, substituiu Singer na direção.

Nenhum comentário:

Postar um comentário