Dicas

Translate

22 de julho de 2019

Camisa de Vênus – Teatro Bradesco – 19 de julho de 2019


Foto: Bullino.Inc

O Camisa de Vênus foi formado em 1980 em Salvador e sempre foi considerado uma banda mais “suja”, pelo seu nome, que era sinônimo de preservativo na época, e pelos palavrões nas músicas. Da formação original, temos Marcelo Nova e Robério Santana, que em 2020 completam 40 anos de história desta grande banda.

Foto: Bullino.Inc

O show desta noite comemora o lançamento do DVD Dançando em Porto Alegre, gravado em 2016 mas efetivamente lançado agora em 2019.
A média de idade da plateia passava os 40 anos facilmente, o que prova que os fãs dos anos 80 continuam acompanhando a banda, inclusive este que vos escreve.
Na entrada da banda no palco, a galera já começa a gritar a plenos pulmões o mote da banda: BOTA PRA FUDÊ!!! BOTA PRA FUDÊ!!!! E a banda responde abrindo o show exatamente com esse som. Na sequência, "Dançando na Lua", do álbum homônimo de 2016, o último de inéditas. Deste álbum também conferimos "A Raça Mansa" e "Vento Insensato".

Foto: Bullino.Inc

Os outros integrantes da banda são Drake Nova, filho de Marcelo na guitarra; Leandro Dalle na outra guitarra e Célio Glouster na bateria. Alias, Drake é o arranjador principal da banda hoje em dia, o que prova a veia artística da família.

Foi uma verdadeira avalanche de sons clássicos do Camisa, como "Deus Me Dê Grana", "Bete Morreu", "Gotham City", "A Ferro e Fogo" e "Só o Fim". Além dessas, veio "Não Sou Passageiro", do álbum 'Quem é Você' de 1996; segundo Marceleza, esse som não era tocado ao vivo em mais de 20 anos.
Como convidado especial Carlos Eládio, que tocou com Raul Seixas na banda Raulzito e os Panteras. Eládio assumiu uma guitarra e tocou "Rock ‘n Roll" e "Pastor João e a Igreja Invisível".
Na última parte do show, emendaram "Hoje", "My Way", com Nova andando no meio da plateia, "Silvia", "Simca Chambord", "O Adventista" e "Eu Não Matei Joana D’Arc", fechando em grande estilo este show, que passou pelos anos 80, celebrando a melhor década que o rock brasileiro viveu. 

Foto: Bullino.Inc

Como Marcelo repetiu algumas vezes entre as músicas, “Rock n’ Roll tem que ser tratado com classe, meu irmão”. E é isso que o Camisa de Vênus fez com maestria nesta noite em São Paulo.


Setlist:

Bota Pra Fudê
Dançando na Lua
Deus Me Dê Grana
Bete Morreu
Rostos e Aeroportos
Vento Insensato
Crime Perfeito
Quem é Você
Cidade Fantasma
Gotham City
Não Sou Passageiro (20 anos sem tocar)
A Raça Mansa
A Ferro e Fogo
Só o Fim
Rock ‘n Roll (Raul Seixas)
Pastor João e a Igreja Invisível (Raul Seixas)
Hoje
My Way
Silvia
Simca Chambord
O Adventista
Eu Não Matei Joana D'Arc


Por: Fabio Blanes

Agradecimento pelo credenciamento: Costábile Salzano Jr. - TAGA Comunicação

Fotos gentilmente cedidas por: Bullino.Inc

Nenhum comentário:

Postar um comentário