Translate

26 de março de 2024

10 anos depois, Placebo retorna ao Brasil em única apresentação na capital Paulista e “veta” registros do show por parte dos fãs

Foto: Ricardo Matsuka / Mercury Concerts


Placebo - Espaço Unimed - São Paulo/SP - 17 de março de 2024


Por Karina Paula

Fotos gentilmente cedidas por: Ricardo Matsuka / Mercury Concerts


Domingo morno, acalorado e com uma pequena ameaça de chuva, abre-se os portões da casa do Espaço Unimed, trazendo depois de tanto tempo uma das melhores bandas do rock alternativo dos anos 90.

Casa consideravelmente cheia, pista premium “banida” a pedido da banda, e vemos logo uma enorme mensagem em inglês no telão, na voz do nosso querido Brian Molko: 

Caros fãs do Placebo.

Gostaria de pedir a gentileza de NÃO passarem o show filmando com seus celulares.  Isso torna o desempenho do Placebo muito mais difícil.  Mais difícil se conectar com você e comunicar de forma eficaz as emoções das músicas.

Também é desrespeitoso com seus colegas frequentadores de shows que querem assistir ao show, e não pela parte de trás do seu telefone.  Por favor, esteja aqui agora no presente e aproveite o momento.  Porque este exato momento nunca mais acontecerá.

Nosso propósito é criar comunhão e transcendência.  Por favor, ajude-nos em nossa missão.  Com respeito e amor.  Paz.  Namastê.” 

Na sequência, a mesma mensagem foi traduzida para o português no telão, na voz de um tradutor. 

Minutos de silêncio tomam a plateia, a maioria dos fãs guardam seus aparelhos um pouco frustrados pelo pedido, já que hoje em dia ninguém consegue deixar de gravar um show.

As 20h em ponto, Placebo entrou ao palco com “Forever Chemicals”, música que aborda como de costume da banda, o uso de remédios como mediador para lidar com a complexidade das emoções. Todos gritam de alegria, alguns ali não seguraram a emoção e “sacam” (mesmo que escondido), os celulares pra filmar o show.

Foto: Ricardo Matsuka / Mercury Concerts

Foto: Ricardo Matsuka / Mercury Concerts

Foto: Ricardo Matsuka / Mercury Concerts


Agora “Beautiful James”, faixa que foi lançada como single em setembro de 2021 e que tratou de nos mostrar a sonoridade do álbum que estava por vir.

Por essa sequência, conseguimos perceber que o foco maior do show, seria as músicas do ultimo álbum lançado, “Never Let Me Go”.

Eles tocaram “Scene of the Crime” do album de 2013, “Loud Like Love” e então bateu uma nostalgia e a esperança de que os clássicos, logo estavam por vir. Na sequência, voltaram para o álbum atual com “Hugz” e “Happy Birthday in the Sky”. Brian, anunciou que era o aniversário do tecladista, Bill Lloyd e eles tocaram a canção também em comemoração a data. 

E veio o clássico “Bionic”  do primeiro álbum da banda titulado como “Placebo” de 1996. E eles intercalaram entre músicas antigas e atuais, até que dispararam uma sequência de clássicos. “Song to say Goodby”, “The Bitter End” e “Infra-red” a plateia ficou dividida entre fãs que curtem o álbum atual e fãs que curtem os álbuns antigos, mas essas são canções que tocam na alma e que realmente todos os fãs gostam e muito. 

Eles saíram do palco e tivemos aquele famoso “Encore”. 

Seguiram com “Taste in Men” e “Fiz Yourself”.

Brian agradeceu aos fãs e finalizou com o cover de “Running Up That Hill” (canção de Kate Bush de 1985, que ficou mais conhecida atualmente após a serie Stranger Things), e soou extremamente perfeita na voz de Brian.

É nítido ver amadurecimento da banda nesses últimos anos, eles passam a refletir mais sobre o mundo que deixaremos para a próxima geração. Brian ainda com seu vocal derramado, não deixa a desejar com o toque de guitarras deixando tudo bem bonito. Apesar do grande espetáculo, alguns clássicos bem importantes ficaram de fora, mas nada que pudesse estragar a tão esperava apresentação. 

Foto: Ricardo Matsuka / Mercury Concerts

Foto: Ricardo Matsuka / Mercury Concerts


Setlist:

1. Forever Chemicals

2. Beautiful Jamesj

3. Scene of the Crime

4. Hugz

5. Happy Birthday in the Sky

6. Bionic

7. Twin Demons

8. Surrounded by Spies

8. Soulmates

10. Sad White Reggae

11. Try Better Next Time

12. Too Many Friends

13. Went Missing

14. Exit Wounds

15. For What It’s Worth

16. Slave to the Wage

17. Song to Say Goodbye

18. The Bitter End

19. Infra-red

20. Taste In Men

21. Fix Yourself

22. Running Up That Hill (A Deal With God) (Kate Bush cover)



Agradecimento à Catto Comunicação e Mercury Concerts pelo credenciamento e Espaço Unimed pela atenção.

Nenhum comentário:

Postar um comentário