Rádio Big Rock

Translate

19 de fevereiro de 2018

Album Reviews: Ruínas De Sade – Ruína de Sade (2016)









Ano Lançamento: 2016

Gravadora: Independente















Por: Roberio Lima



Com riffs cavernosos e arrastados (quase parando...) e contado “apenas” com três faixas, o Ruína de Sade, faz sua estreia com um EP homônimo, lançado no ano de 2016 de forma independente. É bom esclarecer as aspas, que se fazem necessárias no início dessa resenha, pois as três faixas tem em média 10 minutos de duração, o que faz esse EP superar em tempo, muito Full Length por aí.

Oriundos de Brusque – Santa Catarina, o Ruínas carrega elementos, do que ficou conhecido como Doom Metal ás últimas consequências. O som nos remete ao Black Sabbath dos primórdios, mas não se resume somente a isso... o Sludge também se faz presente de forma preponderante e definitiva.  A estética do disco em toda a sua concepção, nos proporciona um vento nebuloso, sombrio e fúnebre, que jorra uma massa sonora com odor de ‘canabis’ (quem já presenciou uma apresentação dos rapazes, sabe do que estou falando). As composições todas em português são mais um ponto a somar nesse disco, que contém temática forte e bem fundamentada. Vale conferir o clip criado para “Funeral do Sol”, que utiliza imagens do clássico de George A. Romero - “Night Of The Living Dead” (1968). “Divindade Abissal” e “Cadáver da Terra” completam a tríade macabra. 

Por aqui raro leitor, o final de tarde cinzento e sem nenhuma possibilidade de sol é mais um atrativo para apreciar esse ótimo trabalho. O botão repeat, nesses momentos, é um grande aliado!

Nenhum comentário:

Postar um comentário