Rádio Big Rock

Translate

17 de abril de 2018

Album Reviews: Terno – Melhor do Que Parece (2016)









Ano Lançamento: 2016
Selo: Independente










Por: Roberio Lima



"Melhor do Que Parece", terceiro álbum d’O Terno, é realmente um trabalho que merece atenção. A junção de sonoridades e utilização de instrumentos, até certo ponto, pouco lembrados, ratifica o sucesso do álbum. Ao longo da existência da banda, os rapazes conseguiram melhorar o que já era bom e, não por acaso saem do casulo independente, para desbravar outras esferas do cenário fonográfico. As canções são um conjunto de boas ideias, e suas melodias se entrelaçam em versos que caem como uma luva aos ouvidos. Aliás, as interpretações podem variar ao gosto do freguês, e isso vai depender da forma que as canções forem absorvidas. A estrutura musical tem fortes características teatrais e se repararmos bem; a divisão por ‘atos’ não seria nenhum exagero. Analisando aleatoriamente as composições, é possível degustar mais atentamente as particularidades que envolvem cada faixa. "O Orgulho e Perdão" tem uma malemolência equilibrada ao longo de uma densidade rítmica que impressiona. Já "Nó", em seu início anestesia o ouvinte para seguir uma veia mais melancólica e não menos empolgante. O disco amarelo d’O Terno é a prova de que ainda há muita coisa bacana sendo produzida atualmente. Portanto, está aqui a grande oportunidade de seus ouvidos serem acariciados com música de qualidade comprovada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário