Rádio Big Rock

Translate

19 de maio de 2018

Living Colour de volta a São Paulo


Foto: Flavio Santiago

Já não é mais possível contar nos dedos das mãos a quantidade de vindas do Living Colour ao Brasil. Os caras são praticamente “de casa”. Além disso, é sempre uma festa quando um show da banda é anunciado no país. 
Com seu ultimo trabalho -"Shade" (2017) a tira colo, uma mini tour sul-americana foi agendada, e contou com quatro datas, sendo em São Paulo, a única no território brasileiro. As outras aconteceram em cidades do Chile e Argentina. Como se sabe, o público do Living Colour não decepciona, e não foi diferente no Tropical Butantã, que pouco antes do início do show viu a pista encher rapidamente. 


Sem pano de fundo, efeitos pirotécnicos e outros mecanismos, que muitas vezes servem para enrolar os fãs, mais uma vez, Corey Glover (vocal), Vernon Reid (guitarra), William Calhoun (bateria) e Doug Wimbish (baixo) trouxeram ao palco o combo que já é de praxe na trajetória da banda: talento, carisma e muito virtuosismo (nesse caso, os caras possuem de sobra). Quando as luzes se apagaram, “Run With The Devil” (Van Halen) rolou solta nos PAs para que aquele combo que mencionei agora a pouco, fosse preenchendo os espaços do local e enchendo os olhos e ouvidos de uma audiência empolgada. "Preachin´Blues" (Robert Johnson), foi o número de abertura, e logo de cara Vernon Reid já não escondeu sua reverência ao mestre do Blues, fazendo de sua guitarra uma maquina de emoções. 

Foto: Flavio Santiago

Na sequência, mandaram "Middle Man" e "Desperate People" de seu álbum de estreia "Vivid" - disco que marcou a história da banda nos anos oitenta. Depois da dobradinha de clássicos, foi a vez "Freedom Of Expression" (F.O.X.), a primeira do novo disco, à ser apresentada ao publico paulista. 
O setlist teve muitas surpresas, entre elas "Memories Can´t Wait" (Talking Heads), "Get Up (I Feel Like Being a) Sex Machine" (James Brown) e "Rock and Roll" (Led Zeppelin). Houveram as performances individuais, e vale destacar o "workshop" de William Calhoun e Doug Wimbish, que extraíram de seus respectivos instrumentos o inesperado. Falo isso, pois não foram aqueles solos "enche linguiça", que estamos tão acostumados a presenciar. 

O certo é que a cada apresentação dos nova-iorquinos em nosso país, nos mostram o quanto ainda temos à aprender com essa formação que vem a mais de trinta anos fazendo musica de altíssimo nível. 
Os que estiveram no Tropical Butantã, certamente saíram com essa certeza. Agora é torcer para que o quarteto americano preencha os dedos dos pés com muitas outras apresentações pelo país.

 
Foto: Flavio Santiago

Setlist: 


Preachin´Blues (Robert Johnson)

Middle Man

Desperate People

Freedom of Expression (F.O.X.)

Funny Vibe

Wall
Memories Can´t Wait (Talking Heads)

Ignorance Is Bliss

Who Shot Ya? (The Notorious B.I.G)

Open Letter (To a Landlord)

Swirl

Glamour Boys

Who´s That

Love Rears Its Ugly Head

Type

Cult Of Personality

Time´s Up

Get Up (I Feel Like being a) Sex Machine (James Brown)

Drum Solo

Rock and Roll (Led Zeppelin)

What´s Your Favorite Color? 



Por: Roberio Lima
Fotos gentilmente cedidas por: Flavio Santiago - site Onstage
Agradecimento pelo credenciamento: Costábile Salzano Jr. - The Ultimate Music - PR

Nenhum comentário:

Postar um comentário