Rádio Big Rock

Translate

28 de junho de 2018

Armored Saint em São Paulo

Foto: Roberio Lima


Nos idos dos anos noventa, não lembro em qual circunstância, assisti pela primeira vez o videoclip de "Mad House" (faixa contida no álbum "March Of Saint"), e naquela época o Armored Saint parecia ser apenas um sonho distante para um headbanger que acabava de sair das fraldas. Com a ida de John Bush para o Anthrax, e Joe Vera assumindo o baixo no Fates Warning, as coisas ficaram ainda mais difíceis.  Os anos se passaram, e como se sabe, muitas pedras rolaram: Joe Belladona reassumiu os vocais do Anthrax, e desde então, o Armored Saint permanece ativo, fazendo shows e mantendo viva a história da banda.  O último álbum de estúdio, "Win Hands Down" (2015), vem sendo divulgado em apresentações memoráveis ao redor do planeta. Não por acaso, a única data anunciada no país foi motivo de grande euforia por parte dos fãs. Muitos fatores corroboram esse sentimento e podem ser enumerados facilmente por quem acompanha a história da banda. Provavelmente o mais relevante seja o fato de nunca terem se apresentado por aqui, e com o atrativo de permanecer com a formação quase original (Jeff Duncan esta na banda desde 1990 e substituiu o já falecido Dave Prichard). Enfim, uma oportunidade e tanto para conferir o show dos caras!

A data marcada para o dia da apresentação - um domingão de muito frio - exigiu um reforço nas vestimentas. Em frente ao Fabrique Club, local escolhido para realização do evento, já era possível encontrar saudosistas com capa dos discos de vinil da fase áurea da banda, e os indefectíveis patches, que carregam alguns dos principais nomes do metal dos anos oitenta.
Com o acesso liberado, os que adentravam ao recinto, seguiam o ritual que já é de praxe nesse tipo de evento. A banquinha com merchandising das bandas é parada obrigatória para todo o fã que se preze.

Foto: Roberio Lima

E uma olhada rápida nos itens foi suficiente, pois ainda teríamos o Hellish War, que foi escalado como banda de abertura. Alias uma bela escolha, pois já possuem a bagagem necessária para eventos desse porte. U.D.O., Saxon e Grave Digger já tiveram os campineiros como open act, e o quarteto tirou de letra essa responsabilidade. Até porque não é de agora que os caras ralam na estrada. Mandaram "Keep It Hellish", "Destroyer" e fecharam o set com "We Are Living For Metal". Problemas com o som e a falta de Daniel Job na segunda guitarra, não comprometeram a apresentação dos caras.

Foto: Roberio Lima

A atração principal não demorou muito a subir ao palco, e para delírio dos que esperavam ansiosos na plateia, abriram com "Win Hands Doom" (faixa que também da nome ao ultimo trabalho). Na sequência, com a adrenalina nas alturas, "March Of The Saint" foi o primeiro clássico a ser apresentado para um publico que custava a acreditar que o que estava acontecendo era real. A energia e a presença de palco emanada pelos músicos é algo digno de nota – e não adianta dizer que estamos 'babando o ovo de banda gringa', pois aqui realmente existe algo diferente e que faz 'a coisa' valer a pena. Voltando ao show; os clássicos davam o tom da noite e "Tribal Dance" e "Last Train" foram alguns dos hinos executados pelos norte americanos. John Bush estava muito empolgado, e se comunicou constantemente com o público, e estava animado a ponto de deixar a galera escolher entre "Chemical Euphoria" e "Raising Fear", tendo uma resposta imediata em favor da segunda opção. É até complicado fazer qualquer comentário sobre uma formação que tem John Bush, Joey Vera, phil Sandoval, Gonzo Sandoval e Jeff Ducan. Sem contar com uma grande iluminação e nenhum efeito especial, os caras mostraram como entreter sua audiência. O último ato da noite veio com "Mad House" para matar de vez a sede de clássicos dos mais saudosistas. Vamos torcer para que voltem, pois a chama do metal precisa desse combustível!

Foto: Roberio Lima


Setlist Armored Saint:

Intro
Win Hands Down
Marck Of The Saint
Tribal Dance
After Me, The Flood
Nervous Man
Last Train Home
Raising Fear
Symbol Of Salvation
Book Of Blood
Mess
Aftermath
Left hook From Right Field
Reign Of Fire
Can U Deliver
Mad House

Setlist Hellish War:

Keep It Hellish
The Challenge
Defender Of Metal
Destroyer
Metal Forever


Por: Roberio Lima
Agradecimento pelo credenciamento: Luciano Piantonni - Lanciare Comunicação

Nenhum comentário:

Postar um comentário