Rádio Big Rock

Translate

10 de agosto de 2018

4º Rockaipira leva 3 mil pessoas ao Engenho Central

Foto: Claudia Assencio

Cerca de 3 mil pessoas participaram do 4º Rockaipira no Engenho Central, no último sábado (4), segundo a Brigada de Incêndio do Teatro Erotídes de Campos. O festival, que teve caráter beneficente, arrecadou 2,3 mil litros de leite, que serão doados ao Fundo Social de Solidariedade de Piracicaba (Fussp).

Subiram ao palco externo do teatro as bandas The Odd Fellow, Megadriver, Namaha, Kamikazes Incapazes, Escarro Verbal e The Mullet Monster Mafia. O espaço teve praça de alimentação com foodtrucks.

Foram seis shows de rock, das mais variadas vertentes dentro de um mesmo gênero. O público pôde acompanhar canções em português, em inglês, instrumentais, com temáticas variadas. Tudo isso com altíssima qualidade, algo que vêm se mantendo ao longo de todas as edições”, afirma Zé Rubens, um dos fundadores e integrante da organização do evento. 

Foto: Lays Milanello

Pamonha e Bonecos do Elias – A banda Namaha apresentou repertório que remete à cultura caipira. Nas canções, o grupo homenageou figuras que compõem a identidade piracicabana, como a pamonha e os “Bonecos de Elias”, produzidos pelo artesão de Piracicaba que se tornou personagem muito conhecido na cidade. Por meio de sua arte, Elias Rocha buscava conscientizar as pessoas da importância da preservação do Rio Piracicaba e construía bonecos com materiais reciclados encontrados à beira do manancial.

Desde pequeno, sempre achei maravilhosos os bonecos do Elias Rocha. Cresci vendo sua arte. Eu amo Piracicaba e não me vejo fora daqui. Tudo o que construí foi em decorrência dessa cidade”, disse o vocalista da Namaha, Hélio Lins. A banda se formou em 2003 e tocou no Rockaipira pela primeira vez. “É uma grande honra poder representar parte de nossa cultura”, completou.

ADULTOS E CRIANÇAS – Do legítimo “underground caipira” da banda Namaha ao repertório inspirado em clássicos dos games da Megadriver, o 4º Rockaipira agradou o público de todas as idades. A engenheira Samantha Picasso, de 29 anos, é de Americana e assistiu ao festival pela primeira vez e disse que pretende voltar nas próximas edições. “Achei o evento bem organizado e as bandas muito boas”, afirmou.

A pedagoga Aline Siqueira, de 28 anos, participou do festival na companhia de amigos e da filha de quatro anos. “Chegamos no início do evento, perto das 17h, o ambiente é agradável para todos”, comentou.

PATROCINADORES E APOIADORES – O evento teve o patrocínio da Dama Bier. Foram apoiadores: Tempo D Comunicação e Cultura, FC Artes Gráficas, O Barbba Barber Store, Thunder, Casarão Music Studio, Recrie – Fábrica Criativa, Unimed Piracicaba, além da Prefeitura de Piracicaba, por meio da Secretaria Municipal da Ação Cultural e Turismo.

Foto: Claudia Assencio

Agradecimento: Claudia Assencio - Tempo D Comunicação

Nenhum comentário:

Postar um comentário