Rádio Big Rock

Translate

22 de agosto de 2018

Jota Quest agita o Tom Brasil

Foto: Felipe Carpinelli

Uma banda de rock, com guitarras distorcidas, grooves dançantes de bateria, linhas de soul no baixo, teclados e sintetizadores pode fazer uma turnê acústica de qualidade?
Pode sim! E "Na moral", como pode, que o diga o público presente no Tom Brasil na noite de 
quinta-feira (03 de agosto).

O Jota Quest mostrou a todos a qualidade de seus integrantes em substituírem o barulho de um show de rock por arranjos mais coerentes com um acústico. Um ótimo exemplo foi o guitarrista Marco Tulio que seguiu fielmente alguns solos mais marcantes de suas criações que encaixaram perfeitamente nas versões acústicas como em "Mais uma Vez" e "O Que Eu Também Não Entendo", mas também soube arranjar de forma diferente como em "Amor Maior". 

Foto: Felipe Carpinelli

Rogério Flausino repetiu por algumas vezes os mais de 20 anos de banda e de algumas músicas e isso aliado a alguns fios de cabelo brancos pode parecer sinal de estarem defasados, mas só parece! O Jota Quest colocou o público para pular em "Do seu Lado", empolgou com "Na Moral" e "Planeta dos Macacos", emocionou com "Hoje", "O Vento" e "O Que Eu Também Não Entendo" e fez todo mundo cantar junto em "Fácil"!
  
Foto: Felipe Carpinelli

Além de cravar ainda mais seu nome na história do Pop/Rock nacional como banda, o Jota Quest prova de vez que faz parte do seleto grupo de excelentes músicos que correspondem de forma excepcional seu público em qualquer situação ou formato de show!

Foto: Felipe Carpinelli


Por: Felipe Carpinelli
Agradecimento pelo credenciamento: Miriam Martinez - Tom Brasil

2 comentários:

  1. Parabéns pelo excelente texto. Tive a impressão em ler que estava presente no show.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pelas palavras, Vania! Nossos repórteres colocam toda emoção vivida em suas resenhas!
      Continue acompanhando nosso site! ;)

      Excluir