Dicas

Translate

27 de novembro de 2019

Dinho Ouro Preto lança Vol. 2 de projeto Roque em Rôu

Foto: Reprodução

Dinho Ouro Preto iniciou o lançamento de seu projeto solo, o álbum digital Roque em Rôu, em 25 de outubro disponibilizando três versões de grandes músicas do rock nacional: Rolam as Pedras (Kiko Zambianchi), Saideira (Skank), e Tarde de Outubro (CPM22), que compôs o Vol.1

Agora ele lança o Vol.2 deste mesmo projeto com mais três canções do rock brasileiro: Metamorfose Ambulante (Raul Seixas), A Mais Pedida (Raimundos) e Inverno (Vertigo). 

Ouça aqui.

E continua sua celebração do rock nacional!

Metamorfose Ambulante (Raul Seixas) por Dinho

O Raul Seixas é um dos artistas mais subestimados do no pais. Não pelos seus muitos fãs, é claro. Mas grande parte dos brasileiros não tem ideia do alcance de sua obra. Um grande número de roqueiros nacionais também não o considera parte da “categoria’. Na minha opinião é uma injustiça. Ele é um dos pioneiros, um corajoso desbravador, um criador sem amarras-livre; além de roqueiro de carteirinha. Literalmente. Sua obra é extensa, rica, surpreendente e eclética. Ele merece o devido respeito. Que ele figure sempre no topo das listas dos grandes roqueiros nacionais.

Depois dessa introdução preciso aqui reconhecer que eu era um dos que, até pouco tempo atrás, não percebia seu merecido valor.  Desde que comecei a cantar sempre havia alguém na plateia que gritava `TOCA RAUL`! Eu fazia pouco caso e seguia em frente. Acontece que esse `pedido` nunca parou. Ele me persegue há anos. Onde quer que eu me apresentasse, lá estava alguém a bradar a exigência. Era como se houvesse uma lacuna no meu repertorio.

Muito bem. Ao idealizar esse projeto, alguns nomes me vieram à cabeça de bate pronto. Raul foi em deles. Me debruçando sobre sua obra, cheguei a ficar na dúvida-que canção o representaria com mais precisão? Que musica ficaria melhor na minha voz?  Tiramos a dúvida no palco. Aqui está o resultado. Metamorfose Ambulante....com uma levada meio Hendrix só para dar um veneno a mais.



A Mais Pedida (Raimundos) por Dinho.

Eu amo os Raimundos. Simples assim. É por isso que eles estão no meu disco. Eles estão no topo da lista das melhores bandas de rock brasileiras todos os tempos. Pronto falei. Eu lembro do primeiro show que assisti. Eu lembro do Canisso ainda muleke. Lembro das primeiras bandas do Digão. Quando ouvi o primeiro disco deles, aquilo me bateu como uma martelada na cabeça. Foi um divisor de aguas. Durante uns bons anos ninguém chegava perto do prestigio deles.

Nos últimos anos o Digão tirou outro coelho da cartola-ele conseguiu reinventar a banda. Nós tocamos juntos com frequência. Os anos nos aproximaram e hoje somos bons amigos. Já cantei no disco deles e ainda vou convidá-los a gravar comigo. Estar com eles é um prazer. Gravar uma música deles é um privilégio. Com vocês- A Mais Pedida..."



Inverno (Vertigo) por Dinho

Quando pensei nas canções que seriam gravadas no Roque em Rôu, de imediato me veio à cabeça uma lista com vários nomes conhecidos e celebrados do rock brazuca. Por coincidência no mesmo período o Dado Villalobos resolveu (finalmente) lançar parte do catálogo do selo dele, a Rock it! , nas plataformas de streaming. Esse lançamento incluía os dois discos que gravei lá atrás - o Vertigo e meu primeiro disco solo, o Dinho Ouro Preto. Eu os ouvi de novo depois de uns bons anos. Acho que ambos envelheceram bem. Gosto da produção, das letras e das canções. Num primeiro momento tive vontade de regravar as músicas num disco ao vivo. Eu queria trazê-las ao século XXI. Talvez eu ainda leve essa ideia adiante.

Depois da breve distração minha atenção logo voltou ao projeto Roque em Rôu. Selecionei o repertório com dificuldade. Eu sabia que fatalmente muita coisa boa  ficaria de fora. Mas fui em frente, selecionei onze canções. Músicas de três décadas diferentes. Tudo certo, preparado e ensaiado. Fomos em frente e gravamos o disco aqui na minha casa em algumas semanas.

Nos últimos dias de gravação, por algum mistério, lembrei dos relançamentos dos meus discos e do meu desejo e revisitá-los. Num rasgo de autoindulgência decidi que eu poderia unir meus dois desejos - celebrar o rock brasileiro e resgatar um pequeno pedaço do meu repertorio esquecido ao mesmo tempo. E assim, inclui o  Vertigo entre as bandas dos 90. O disco todo da banda é bacana e reitero, ainda vou regravá-lo. Mas de aperitivo aqui está Inverno."


Agradecimento: Gabriela Carvalhal - Perfexx Assessoria

Nenhum comentário:

Postar um comentário